Sexta-feira, 19 de Julho de 2013

 

 

 

 

 

Valentina Rosselli, uma bela e sensual fotógrafa de moda italiana, vive há cerca de um ano com Theo Steen, crítico de arte e marchand. Este desejaria que Valentina assumisse plenamente a relação, mas ela receia comprometer-se. Theo parte em viagem, deixando-lhe como presente um álbum de fotos antigas de uma mulher em poses eróticas. Quem será essa mulher? Qual a intenção de Theo ao deixar-lhe aquele presente? Valentina sente que tem um significado especial para si e tenciona desvendar o mistério. Entretanto recebe um convite para fazer fotografias artísticas sobre pessoas que exploram o lado negro do desejo... Um livro inteligente sobre a liberdade no feminino, onde perpassa um erotismo vibrante.

 

 

 

Há sensivelmente um ano que a trilogia das 50 Sombras de Grey foi publicado no nosso país. Ao contrário do que muita imprensa nacional e internacional escreveu E.L.James não inventou ou começou um novo género. O único mérito desta trilogia foi trazer para os escaparates das livrarias um género que sempre esteve rodeado pela obscuridade.

Ainda antes da publicação desta triologia já alguns outros livros contendo cenas de sexo tórrido tinham estado de forma de discreta nas nossas livrarias, mas nenhum destes livros teve vendas suficientes para chegar aos tops.

Com a publicação de 50 sombras as editoras tiraram da gaveta muita coisa que tinham para lá arrumada e muitas mulheres começaram a escrever a sua própria versão do 50 sombras. Não é a toa que numa simples pesquisa na amazon irão encontrar dezenas ou talvez centenas de livros em que a sinopse não difere muito da trilogia escrita por E.L.James.

Li alguns desses livros, mas nenhum mereceu critica aqui no blogue e muito menos a recomendação a amigas simplesmente porque são livros que nada oferecem ao leitor para além de cenas de sexo, pouco têm de erótico e na minha opinião entram no campo da pornografia.

 

A primeira coisa que me chamou a atenção neste livro foi a capa, que contraria a tendência para meninas semi-despidas e os tons de cinzento. A seguir foi a sinopse só pelo facto de não estarmos a falar sobre uma menina ingénua, virgem e inexperiente que se submete a um homem mais velho e milionário, tive logo vontade de ler.

Inicialmente o livro não cativa por aí além, embora depressa se perceba que estamos perante uma história diferente das outras que foram e vão sendo publicadas. O livro divide-se em duas histórias, a de Valentina, nos nossos dias e em tudo uma mulher da nossa era com os seus medos, receios e dificuldades amorosas e a história de Belle. Belle vive em Veneza nos anos 20 do século passado infeliz no casamento Belle encontra na vida de cortesã um escape para o seu casamento que nada lhe dá além de frustração e dissabores. Já Valentina tenta descobrir aquilo que realmente deseja e se Theo, o namorado que lhe oferece um misterioso álbum de fotografias, será realmente com quem quer ficar.

Sendo um livro de cariz erótico podem esperar cenas de sexo, mas também há romance. As cenas de sexo não são descritas até aos mininos detalhes; além disso fazem parte do livro e não aparecem ali apenas por aparecer como parece ser o adágio neste tipo de livros.

Assim, se leram um livro parecido na famosa trilogia e não gostaram ou até mesmo a famosa trilogia, leiam este e descubram uma historia com personagens interessantes, com densidade psicológica e a história de duas mulheres separadas no tempo, mas parecidas em alguns aspectos e desejos. 

Para terminar informo que este livro é o primeiro de uma trilogia e agora só resta esperar que a Editorial Presença publique o segundo.



publicado por Vera às 09:51
Sábado, 13 de Julho de 2013

O título deste livro original é "HELP", talvez seja uma representação mais real da verdadeira história que o título das versões traduzidas.

 

" Não há tema mais delicado para um escritor do Sul do que o da afeição entre uma pessoas negra e uma pessoa branca num mundo desigual de segregação. Porque a desonestidade sobre a qual uma sociedade é fundada torna todas as emoções suspeitas, torna impossível saber se aquilo que fluiu entre duas pessoas era um sentimento honesto, pena ou pragmatismo." 

Howell Raine

 

As Serviçais é um livro que retrata a vida das famílias brancas e criadas negra noMississípi durante a década de 60.

Toda a história é comovente lindíssima. Vemos as lutas pelos direitos humanos em que sobretudo os negros estavam envolvidos. Vemos a forma como as senhoras brancas lutavam pelos direitos dos "pobres famintos de África" mas não dos negros que trabalhavam para si, aos quais mal reconheciam o estatuto de ser humano.

 

Há uma história que resume um pouco todo o sentido do livro, a historia de um embrulho castanho e de um embrulho branco em que ambos contêm o mesmo presente...

 

 

Espero que esta obra se transforme num clássico.

 



publicado por Eva Sousa às 17:58
Sábado, 13 de Julho de 2013

Comprei o livro em 2011 a um preço muito low cost  unicamente porque gostei do título.

O romance retrata a China rural ao longo do Século XX. E foi prémio Nobel da Literatura 2012.

Ao longo do decorrer da história é retrata a história de uma protagonista Shangguan Lu, nascida no início do século e das suas 8 filhas, filho único, genros, netos. Todas as mulheres nesta família são extremamente fortes e ao longo do decorrer da história a família é envolvida várias vezes nas Guerras e regimes políticos sempre com um papel interventivo muito forte.

O narrador Jintong é um rapazinho mimado que vive à sonbra da mãe, é obcecado por leite materno e por mamas durante a sua vida, perde a sua virgindade com um cadáver e em tudo é fraco para reclamar uma vida sua, isolada. Todas as suas irmãs morrem antes da Mãe. A grande maioria dos seus filhos e filhas também. Jintong é o único sobrevivente porque ao contrário da família não enfrenta a vida, vive em fuga, perdendo o seu lugar no mundo ao longo da história.

Para mim, a parte mais interessante do livro é o facto de nos dar a conhecer com grande realismo os costumes chineses, o sofrimento dos povos, a cultura de opressão feminina e a força das mulheres! Ao longo do livro e há sempre uma referência à ligação da China com ocidente, sendo o próprio narrador filho bastardo da família Shangguan com um Padre Sueco. Como perspectiva pessoal acho que esta ligação é referida no livro como negativa, sendo o próprio Jintong um ser tão desprezível e a sua irmã gémea (também meio ocidental) cega e dependente, mas forte porque tenta quebrar essa dependência. Também uma das filhas casa com um oficial americano que é morto.

É também interessante ver a história de passagem dos vários regimes políticos e Gerras na China e a forma como as populações sofriam com a alteração das medidas políticas. O livro é também fortemente antinipónico e retrata bem as ligações de ódio e Guerrar existentes entre os dois países. É engraçado ver o retrato feito pelo regime para ensinar as crianças a odiar os inimigos Chineses e o ódio que não se extingue nas pessoas que fizeram o mal mas no ódio e extermínio também aos seus descendentes. A visão dos heróis de Guerra que sendo profundamente reconhecidos podiam reclamar para si o que desejavam, a ideia da prostituição, na qual um das irmãs entra para salvar a família da morte pela fome. No final parece-me um livro completo, faz-nos pensar no que de mais essencial representa o ser Humano e as suas lutas, forças e fraquezas.

 


Um livro que nos dá muito mais do que esperamos inicialmente.
 

 



publicado por Eva Sousa às 17:23
O que nos move é a Paixão de Ler. Este blogue será dedicado às nossas leituras. É um espaço aberto para esgrimir opiniões sobre aqueles que são os nossos melhores amigos na solidão - Os Livros.
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
tags

642 things to write about

a arte perdida de guardar segredos

a cabana do pai tomás

a casa do destino

a fada do lar

a melodia do adeus ; nicholas sparks

a última carta de amor

aconteceu em roma; nicky pellegrino

além tejo

alessandro barricco

allan percy

amo-te teresa

amor e sedução segundo jane austen

amor utopia ou realidade?; valerio albis

ann brashares

ann radcliffe

as esquinas do tempo

as farpas

as mulheres casadas não falam de amor; m

as raparigas da villa

as serviçais; the help; kathryn stockett

as velas ardem até ao fim

carlos quiroga

catarina pereira araújo

charles dickens

colleen mccullough

como tornar-se doente mental

conto

cristina boavida

daniel j. skrasmesto

david copperfield

de mãos dadas com a perfeição

diana gabaldon

eça de queiroz

einstein para despistados

em nome da memória

em terra de cegos

espero por ti na abissínia

eva rice

evie blake

f scott fitzgerald

francesco alberoni; sexo e amor

gabriel garcia márquez

gabriel's inferno

gabriel's rapture

gabriel's redemption

gaby hauptmann

gary chapman; as cinco linguagens do amo

gente feliz com lágrimas

gentleman; klas ostergren; romance polic

guia para um final feliz

h.g. wells.

harriet

henry miller

j.l. pio abreu

j.r. r.tolkien

jane eyre

jasper fford

joão de melo

john boyne

jojo moyes

jonas jonasson; o centenário que fugiu p

jorge amado

josé rodrigues dos santos; o homem de co

kevin brockmeier

lauren henderson

lea vélez

lisa keyplas

luís sepúlveda; conto

mar morto

mário salgueiro

mário soares

mark twain

mary balogh

mataram o s.n.s.

meg cabot

million dolar baby; f.x. toole

mulher procura hotel de cinco estrelas c

nicky pellegrino

o amor nos tempos de cólera

o grande amor da minha vida. paullina si

o grande gatsby

o hobbit

o livor do amanhã; cecelia ahern

o meu encontro com a vida; cecelia ahern

o principezinho; a.g. roemmers

o rapaz da porta ao lado

o rapaz do pijama às riscas

o regresso do jovem príncipe

o segredo de sophia

o sorriso ao pé das escadas

obrigada pelas recordações; cecelia aher

olhos de cão

orlando

os mistérios de udolfo

outlander- nas asas do tempo

pássaros feridos

peito grande ancas largas; mo yan; guan

perca o peso certo; bob harper; a dona d

policial

todas as tags

RSS
blogs SAPO