Sexta-feira, 09 de Novembro de 2012

"Olhou-a de frente, com os cinco sentidos, para fitá-la na sua memória como era naquele momento: parecia um ídolo dos rios, impávida no seu vestido negro, com os olhos de serpente e a rosa na orelha" pg. 22

 

"Não choraria uma lágrima, não desperdiçaria o resto dos seus anos a cozer-se em lume brando no caldo das larvas da memória" pg, 24

 

Tudo, neste livro, é tão apaixonante que não sei bem por onde começar…

A escrita de Gabriel Garcia Márquez é extraordinária: ele constrói frases, cenários e situações que fizeram-me ficar literalmente de boca aberta. Não importa qual seja a situação descrita - beleza, miséria, ódio, obsessão, amor, doença, velhice - ele fá-lo de uma maneira que sentimo-nos dentro da acção.  Houve momentos em que quase podia sentir o sofrimento de Florentino Ariza e a constante frustração de Fermina Daza.

É um livro que fala de muitas coisas. A acção central é a história de amor e de uma vida inteira entre Florentino Ariza e Fermina Daza; mas pode-se falar de muitas outras questões e, todas elas, relevantes. O amor filial, a obsessão, a velhice, o papel da mulher na sociedade, o casamento, a ausência, a morte, a velhice. A velhice é uma questão subtil, mas constantemente presente, nesta obra: Florentino Ariza que sempre teve o aspecto físico e forma de vestir envelhecida e a forma como a velhice é tratada na obra (é o caso da mãe de Florentino). Eu gosto deste aspecto, da velhice. Este é, geralmente um tema relegado ao segundo plano e Gabriel Garcia Márquez expõe com muita verdade e franca.

O passado e o presente  entrecruzam-se no relato: ora ouvimos a voz de Florentino, ora enxergamos com o olhar de Fermina. Isto permite-nos absorver a complexidade desta história e compreendermos todas as dimensões de um mesmo episódio. O passado e o presente entrecruzam-se  e constroem um futuro inesperado.

Em "Amor nos tempos de cólera" os personagens que mostram-se tão pouco virtuosos, tão carregados de defeitos e vícios encaixam na perfeição no coração de quem os lê porque reconhecemo-nos em muitas das suas dores, angústias, mágoas e decisões. 



publicado por a dona do chá às 21:31
Eu já vi o filme, mas não gostei assim mt um pouco pela culpa de falarem inglês macarrónico, em vez de inglÊs normal.
Mas gostei da história e quero ler o livro e pelo que vejo vale a pena :)
Vera a 12 de Novembro de 2012 às 10:48

Vera, o filme fica muito, mas muito, aquém do livro.
É um dos livros mais belos que eu já li. Muito humano e doído.
Vai valer a pena lê-lo, acredita.
Beijoca!
a dona do chá a 12 de Novembro de 2012 às 22:50

Nunca li o livro nem nunca vi nenhuma versão em filme. E tenho bastante interesse em fazê-lo. Mas há ali algo que me faz largar o livro sempre que penso em comprá-lo ou em passar a outro filme quando me deparo com este.

Será que é daquelas histórias que me faz apaixonar depois de ler??? Não sei. Mas vou descobrir um dia destes... :-)

Entretanto, Cátia, o teu post foi um incentivo.
Sandra F. a 12 de Novembro de 2012 às 20:15

Sandra,
Só posso dizer-te que foi um livro que me apaixonei. Eu já o li há um ano e lembro-me que foi uma leitura muito intensa. Florentino Ariza é inesquecível, por ser tão imperfeito mas tão capaz de amar sem reservas e sem expectativas.
Um beijo grande!

a dona do chá a 12 de Novembro de 2012 às 22:52

O que nos move é a Paixão de Ler. Este blogue será dedicado às nossas leituras. É um espaço aberto para esgrimir opiniões sobre aqueles que são os nossos melhores amigos na solidão - Os Livros.
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


arquivos
2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog
 
tags

642 things to write about

a arte perdida de guardar segredos

a cabana do pai tomás

a casa do destino

a fada do lar

a melodia do adeus ; nicholas sparks

a última carta de amor

aconteceu em roma; nicky pellegrino

além tejo

alessandro barricco

allan percy

amo-te teresa

amor e sedução segundo jane austen

amor utopia ou realidade?; valerio albis

ann brashares

ann radcliffe

as esquinas do tempo

as farpas

as mulheres casadas não falam de amor; m

as raparigas da villa

as serviçais; the help; kathryn stockett

as velas ardem até ao fim

carlos quiroga

catarina pereira araújo

charles dickens

colleen mccullough

como tornar-se doente mental

conto

cristina boavida

daniel j. skrasmesto

david copperfield

de mãos dadas com a perfeição

diana gabaldon

eça de queiroz

einstein para despistados

em nome da memória

em terra de cegos

espero por ti na abissínia

eva rice

evie blake

f scott fitzgerald

francesco alberoni; sexo e amor

gabriel garcia márquez

gabriel's inferno

gabriel's rapture

gabriel's redemption

gaby hauptmann

gary chapman; as cinco linguagens do amo

gente feliz com lágrimas

gentleman; klas ostergren; romance polic

guia para um final feliz

h.g. wells.

harriet

henry miller

j.l. pio abreu

j.r. r.tolkien

jane eyre

jasper fford

joão de melo

john boyne

jojo moyes

jonas jonasson; o centenário que fugiu p

jorge amado

josé rodrigues dos santos; o homem de co

kevin brockmeier

lauren henderson

lea vélez

lisa keyplas

luís sepúlveda; conto

mar morto

mário salgueiro

mário soares

mark twain

mary balogh

mataram o s.n.s.

meg cabot

million dolar baby; f.x. toole

mulher procura hotel de cinco estrelas c

nicky pellegrino

o amor nos tempos de cólera

o grande amor da minha vida. paullina si

o grande gatsby

o hobbit

o livor do amanhã; cecelia ahern

o meu encontro com a vida; cecelia ahern

o principezinho; a.g. roemmers

o rapaz da porta ao lado

o rapaz do pijama às riscas

o regresso do jovem príncipe

o segredo de sophia

o sorriso ao pé das escadas

obrigada pelas recordações; cecelia aher

olhos de cão

orlando

os mistérios de udolfo

outlander- nas asas do tempo

pássaros feridos

peito grande ancas largas; mo yan; guan

perca o peso certo; bob harper; a dona d

policial

todas as tags

RSS
blogs SAPO